Quem Somos

Promovemos uma advocacia estratégica, crítica e humana construída por mulheres.

O Vilela e Sillos Advogadas é um escritório de advocacia, que existe desde 2019, composto por mulheres e com paridade racial. Nossas especialidades são em direito civil, das mulheres, das famílias, diversidades e atuamos em casos como: herança, ações indenizatórias, violência de gênero, racismo, medidas protetivas de urgência, entre outros.

Nosso escritório

Nossa equipe

Bruna Sillos

Bruna Sillos é advogada e professora, sócia fundadora do escritório Vilela e Sillos Advogadas, mestre e formada pela USP no programa de Direito e Desigualdades. Pesquisadora convidada pela Universidade de Sevilha – Espanha, onde se aprofundou em temáticas de Direitos Humanos e Diversidades. Membra da Rede Feminista de Juristas, Promotora Legal Popular –PLP.

É Conselheira de prerrogativas na divisão de gênero da OAB/SP e membra da Comissão de Direitos Humanos e Diversidades. Foi membra da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SP e membra da Comissão do Acadêmico de Direito da OAB/SP.

Foi Diretora Jurídica da ONG TETO, onde desenvolveu um trabalho com voluntariado massivo em prol da redução das desigualdades sociais e por direitos de populações vulneráveis. Lecionou na Escola Superior de Advocacia da OAB/SP, com temas de Direito Civil em debates sobre desigualdades de Gênero e Raça e lutas por Direitos da População LGBTqia+.

Mediou mesa com temas atinentes à gênero e assédio nos @diálogospossíveis, além de temas de gênero e sexualidade no programa Jovem Aprendiz e no projeto Promotoras Legais Populares.


Mariana Vilela

Mariana Vilela é advogada e escritora, sócia fundadora do escritório Vilela e Sillos Advogadas,  formada pela PUC/SP, estudante de Pós-graduação em Psicanálise na FAAP e em Advocacia e Consultoria Jurídica em Direito Privado pela EPD. Atua em direito civil, direitos das famílias, das mulheres e direitos humanos.

Teve e tem vivências acumuladas de estudos, intercâmbios, estágios, trabalhos voluntários. Milita pelos direitos das mulheres, justiça social com viés interseccional, feminista e antirracista, com foco na subjetividade humana e por uma vida sem violências. Estagiou em escritórios de advocacia, como Felsberg advogados, e na Defensoria Pública de SP e NUDEM – Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher. Foi monitora da disciplina Direito e Gênero na PUC/SP e aluna especial de mestrado na USP.

Participou de falas sobre gênero, direitos das mulheres, sexualidade no programa Jovem Aprendiz e no projeto Promotoras Legais Populares e na OAB/SP. É escritora de artigos: “Efetividade do direito à moradia na comunidade Porto de Areia” e “Eu queria era ser tratada pelo meu nome: encarceramento feminino, prisão domiciliar e a garantia da dignidade de mães em situação de privação de liberdade.”.

É coautora do livro “Maternidades destituídas: desigualdades de gênero, raça, classe e Poder Judiciário”, pela editora Letramento/Casa do Direito.

Ligue agora e faça uma consulta

Atendimento especializado, seguro e humanizado

×